E neste pequeno templo, com o alinhamento de planetas estalando as galáxias sobre nossas cabeças, enquanto o Kako nos mostrava alguns livros raros, imensos e espetaculares, o Benício discretamente abre uma maleta e toca espalhar dezenas dos originais que ele comentou durante a tarde, preservados impecavelmente, de uma beleza surreal. Eu e o Kako queríamos que o tempo parasse ali, naquele instante… por pelo menos umas horas, porque já estava na hora de descer e recepcionar a galera do Bistecão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: