Traços e retas nasciam nos sketchbooks a todo momento no Bistecão. E assim como os filhos, os desenhos carregam os genes dos pais, cada desenho ali levava um código génetico da felicidade de seu criador. Aquelas ilustrações com bisteca e cerveja eram especiais.


Chegamos ao hotel, ofereci-me para ajudar o Benício com as malas. Ele me deu um abraço e disse:


– Obrigado amigo!

O que responder nesta hora? Não foi nada?

– Obrigado digo eu Benício. Você me motiva a desenhar cada vez mais, respondi. Entramos novamente no táxi e fomos agora para a casa do Montalvo no Brooklin…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: