E mais uma surpresa. Spacca havia trazido um livro maravilhoso sobre Napoleão, um achado de 1921, comprado numa sebo, que continha a seguinte dedicatória escrita em caligrafia perfeita:

“Sebastiana, sinceramente saudoso, envio-te esta lembrança, a qual eu teria preferido levar pessoalmente. Teu marido, que de todo coração te quer. Paris, 27 de Julho de 1922”.

“Dá-lhe maridão… pena que esse livrão vai levar um perdido, isso sim…”, Iniciei os planos do sumiço, mas não pude tirá-lo das mãos de Newton Verlangieri, que olhava gravura por gravura, após limpar as gordurinhas deixadas pelas polentas em seus dedos, claro…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: