Sketchbooks do Bistecão Ilustrado

dezembro 9, 2008

Em agosto o Kako, criador e mentor do Bistecão Ilustrado – encontro mensal de desenhistas – trouxe uma novidade para os convidados: papel kraft sobre todas as mesas.

Juntou-se a fome com a vontade de desenhar, e nem micos-leão em uma loja de cristais poderiam ficar mais felizes do que nós.

Ao final da noite, quase início da manhã seguinte, estávamos com uma pilha considerável de originais sobre a mesa, sem saber o que fazer com tudo aquilo.

Acender uma pira cerimonial, e agradecer aos Deuses por alguma coisa? Não, a primeira opção estava descartada.

Sono e entusiasmo é uma combinação bastante estranha, e ainda na inércia de quase 8 horas seguidas de besteirol, falamos quase ao mesmo tempo, como se tivéssemos ensaiado: “Minha mulher me mata se eu levar isto pra casa”.

O que fazer com estas artes, como criar um uso digno e barato para aqueles originais? E os próximos? A receptividade foi ótima, a idéia era um sucesso, portanto teríamos a mesma quantidade mensalmente, e ainda não estávamos bem certos se isto era uma benção ou uma maldição.

“Na mão do Alarcão, isto tudo virava caderno”, eu disse, sem me dar conta que havia tropeçado na arca do tesouro. Houve um silêncio, enquanto caía a ficha (às 4 da matina todas as fichas caem em câmera lenta), e deu o estalo: é isso, vamos fazer sketchbooks!

Com a solução nas mãos, ficou mais fácil pensar no que fazer com os cadernos, edições únicas, exclusivas, numeradas, realimentando o próprio motivo de estarmos juntos, que é desenhar e se divertir entre amigos.

(videos não acessíveis nesta versão do WordPress – este problema está sendo resolvido, e assim que este blog estiver remodelado, os videos poderão ser vistos integralmente)

Neste video você pode conhecer ou rever o nosso evento, acompanhar um divertido making of dos cadernos, e amargar comigo a dura tarefa de cortar artes originais, em benefício de uma causa nobre.

Este trecho, editado do filme principal, mostra as dificuldades e as crises de consciência de quem se propõe a cortar originais a golpes de régua.

O Acervo está comigo, devidamente fotografado em alta, para depois ser cortado, costurado e encadernado manualmente. A capa terá o logo do Bistecão gravado à laser, e os logos dos nossos colaboradores (DRC e Casa do Artista) no verso.

A partir da comemoração dos 3 anos de Bistecão Ilustrado, além das tradicionais peças pintadas “in loco”, vamos sortear 4 cadernos por noite, no exato momento em que as 12 badaladas dos sinos da Igrejas de São Bento, Sé e Santa Ifigênia atormentarem os moradores do centro de São Paulo.

novembro 7, 2008

dsc01199

Hiro San e sua varinha mágica. Quem vê ele transformar papel branco em sonho, nunca esquece.

novembro 7, 2008

dsc01202

Gil Tokio e Sra. Sattu em primeiro plano, e ao fundo Edu com seu troféu, sorteado depois da 12ª badalada do sino do Mosteiro de São Bento.

novembro 7, 2008

dsc01218

Valendo uma polenta frita para quem reconhecer a pessoa refletida na lente do Gil Tokio

outubro 17, 2008

Leo Gibran e a ex-tabuinha de bater bife. Agora é objeto de desejo, item de colecionador, sorteado à meia-noite.

outubro 17, 2008

Domingos Takeshita, convidado mais que especial, mentor de uma legião de ilustradores.

outubro 17, 2008

Cirilo Dias e a galera da Revista Trip. Agora não dá pra negar mais nada na CPI do Bistecão, tá registrado em video!

outubro 4, 2008

Muito bom rever a Marjorie no Sujinho. Ela sobreviveu ilesa a um acidente, saindo do Bistecão anterior, sorteada com um oratório ilustrado ao vivo, logo na sua primeira participação. Ufa… Bem-vinda de volta!

fevereiro 23, 2008

FLASH!!!

fevereiro 23, 2008

CLICK!!!


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.